terça-feira, 18 de março de 2014

Ao perder eu a ti

Ao perder eu a ti
Tu e eu temos perdido:
Eu porque tu eras o que eu mais amava
E tu porque eu era a que te amava mais.
Mas de nós dois, tu perdes mais do que eu:
Porque eu poderei amar a outros como te amava a ti,
mas a ti não te amarão como te amava eu.
Ernesto Cardenal

Essa poesia repeti muitas vezes, incansavelmente, vez ou outra, me pegava pensando: Ao perder eu a ti, ao perder eu a ti...tu e eu temos perdido, daí recomeçava- ao perder eu a ti, ao perder eu a ti...como um mantra, como uma oração. Recordei-me dela hoje como se lembra de um pesadelo que se repetia na infância, doloroso. 
Foi tão obsessivo que eu mudei os versos e os transformei em outro poema, esse meu, onde eu repetia incansavelmente os pronomes: ao perder eu a ti, ao perder eu a ti, tu e eu temos perdido. eu porque tu eras o que eu mais amava a ti, ao perder eu a ti, ao perder eu a ti,a mim mesmo tive perdido. E foi tão doloroso e foi tão brutal que me nascem lágrimas ao lembrar desse poema porque me traz novamente a sensação, o heartbroken e a falsa esperança, porque desde aqueles inocentes anos eu já sabia que 'eu' era quem mais perdia...porque tu era o que eu mais amava e porque eu era a que te amava mais, e que não poderia amar a outros como te amava a ti e que não te amariam como te amava eu...

Ilustração de Krista Huol- The death of a maiden (A morte de uma donzela)

quinta-feira, 6 de março de 2014

Intitulado Pescador

INTITULADO PESCADOR 

Pois dizem que eu minto
Pois dizem que eu finjo 
Que sou um enganador
Que sou um fingidor
Que eu sou um iludidor
Que eu sou um ilusionista
Que eu falo por falar
Que eu nunca vou amar…


Alefe Medeiros

Um poema do bem jovem poeta Alefe Medeiros,a ilustração é de Courtney Brims, estava com saudades dela...

quarta-feira, 5 de março de 2014

'Sacabô'

Do carnaval só restaram as cinzas. Sempre tive uma certa atração pela quarta-feira de cinzas. Parece um recomeço, um ano-novo, não querendo dizer que no Brasil o ano só começa depois do carnaval, mas quase dizendo... é que também começa a quaresma e também somos influenciados por isso de uma forma ou de outra.
Uns se propõem um retiro espiritual, um tempo para pensar em suas ações, pecados- existem pecados?
De qualquer forma, o tempo já me pareceu mais arrastados em outros carnavais, mesmo em carnavais de maior folia pra mim. Agora não, parece tudo urgente, parece que não há tempo pra nada, que não me resta um minuto sequer pro tanto que quero pensar e compreender. E sentir, e entender, e descobrir e redescobrir, e discutir e debater.
Desculpe, mas não tenho quarenta dias. Não tenho nenhum segundo a perder. Minhas reflexões me consomem...também 'sacabô' carnaval, 'sacabô' folia , que não podemos mais nos dar tanto luxo, dias e dias de alegria voraz...tsc, tsc, só ano que vem...pra tudo se acabar na quarta-feira.
A ilustração é de Connie Lim, que estudou no instituto de artes de Pasadena e desenhou um baralho inteiro de figuras maravilhosas. Essa é a rainha de espadas.