quinta-feira, 4 de setembro de 2014

beijinhos de carros

não há nada melhor pra exorcizar meus fantamas do que escrever!! 
bom, não somente escrever, outras atividades, todas envolvendo um certo grau de arte servem pra tirar o que não é bom de mim, o q não está servindo, o que está sobrando!!! mas às vezes penso que sou fraca, que força alguma me habita, daí me surpreendo com uma teimosia extrema, quantas noites mesmo já perdi tentando programar a linguagem de matrix que se esconde atrás desse texto meu?? ou tantas teimosias e bravuras surpreendentes!! 
na mais recente fui rumo ao doce desconhecido e minha coragem mais uma vez me provou que tem um quê de sublime e de mágica, como podem ser sublimes e mágicos o amor. se a recompensa de uma vida inteira de acertos e erros for um amor tão simples, disposto e recíproco podemos dizer que, enfim, ele resolveu me encontrar, ou eu a ele, ou nos encontramos um ao outro, de um jeito inesperado e de repente, sabe lá como a tal hazel disse, afinal, somos multimídia e aqui até o que não lemos, sabemos, até o que não conseguimos, programamos, até o que não obtemos, vislumbramos, e impossíveis encontros vem a acontecer, basta olhar à sua volta, haverá um malvado monstro que poderá ser seu amor favorito para sempre!!

música de alabama shake,basta clicar no play, gravura love monster, não sei realmente o nome do autor para dar os créditos, se alguém souber deixe nos comenários que adiciono.